ThinkNews

Como funciona o seguro de carro financiado?

Compartilhe em:

seguro de carro financiado

Imagine a cena: você dá uma entrada e financia o restante do valor do seu novo carro em 60 vezes. Ao fazer a cotação do seguro auto, prefere não contratar e correr o risco. Alguns meses depois, seu carro é roubado e não recuperado. O carnê, com dezenas de prestações a vencer, vai continuar na sua gaveta. E a financeira vai querer receber.

Em situações como esta, o seguro auto é praticamente obrigatório. Em casos de roubo, furto ou perda total por acidente, ter uma apólice é a garantia de que o veículo será quitado junto ao credor e de que você não terá que ficar pagando por um bem que não tem mais. Mas como funciona o seguro de carro financiado?

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

Nada muda em relação a um seguro de carro quitado

A apólice do seguro de carro financiado é exatamente igual à de um carro sem financiamento, já totalmente quitado. Todas as coberturas e serviços contratados são iguais:

  • Cobertura para roubo, furto, colisão, incêndio, enchente e desastres naturais;
  • Cobertura danos materiais e corporais de terceiros;
  • Cobertura para danos morais;
  • Cobertura para vidros;
  • Assistência 24 horas com auxílio mecânico, elétrico, chaveiro e reboque

A única diferença do seguro de carro financiado é que o segurado deve informar que o bem é financiado no momento da cotação e contratação. Assim, a análise do risco por parte da seguradora é mais completa e a empresa já fica preparada para os casos de indenização integral.

Como funciona em caso de indenização parcial?

No caso de indenização parcial – quando é possível reparar o dano sofrido pelo veículo – o seguro de carro financiado funciona da mesma maneira do seguro de carros já quitados. É função do segurado pagar a taxa da franquia e a seguradora arcará com os custos referentes ao conserto do veículo.

E quando a indenização é integral?

Quando o veículo é roubado ou furtado e não encontrado ou se a reparação custar acima de 75% do seu valor na tabela FIPE, a seguradora faz a indenização integral. Neste caso,  em um carro financiado, os trâmites para  o pagamento ocorrem de maneira diferente.

A seguradora levanta o valor de quitação do contrato de financiamento do veículo e realiza o pagamento diretamente à financeira. Se houver um saldo restante, ele é creditado na conta do segurado.

Por exemplo: o valor na tabela FIPE do veículo é R$ 65 mil e a quitação custa R$ 30 mil. Os R$ 35 mil restantes são pagos ao cliente, que pode usá-los para dar de entrada ou

comprar um novo carro à vista. A apólice antiga é cancelada e é necessário fazer um novo seguro, com a perda de uma classe de bônus (caso o segurado tenha).

E se o segurado quitar o contrato?

Caso o cliente tenha o valor de quitação disponível, pode ele mesmo quitar o contrato junto à financeira. Desta maneira, vai receber o valor da indenização integral em sua conta.

Faça a cotação seguro auto antes de comprar o novo carro

Muitas pessoas deixam de fazer o seguro auto por não realizarem a cotação antes de fechar a compra do novo carro. Com o contrato de financiamento assinado, não é raro a soma da prestação mais o seguro extrapolar o orçamento mensal.

Ao procurar um carro, faça antes a cotação para evitar surpresas desagradáveis. Através da Thinkseg, você faz a cotação, customização e contratação do seguro auto de maneira digital, sem necessidade de telefonemas ou assinaturas.

A Thinkseg possui os seguros mensais Pay Per Use, que só é cobrado quando o segurado utiliza o veículo, e o Mão na Roda, que permite que o cliente adicione ou retire as coberturas conforme sua preferência. 

Em ambos os casos, a assinatura é mensal e pode ser cancelada a qualquer momento, sem multas. 

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

Biocombustíveis são mesmo sustentáveis?
Muito se fala sobre a utilização de biocombustíveis como alternativa aos combustíveis fósseis. Além de serem oriundos de fontes...
Em alta, moto elétrica é opção de mobilidade sustentável em 2022
Não apenas os carros elétricos, que tiveram um aumento de nada menos do que 257% nas vendas no Brasil...
Veja dicas para driblar a alta dos combustíveis
A alta nos combustíveis pode se tornar um grande problema nas finanças pessoais! Você já deve ter percebido isso,...
Seguro de carro com interrupção: vale a pena?
Uma nova modalidade de seguro auto começou a se popularizar no Brasil. É o seguro que pode ser interrompido...
Confira os seis melhores patinetes elétricos de 2021
Sua vida gira em um raio de cinco quilômetros a partir da sua casa (trabalho, escola, faculdade, cursos, academia,...
Veículos de passeio com motor a diesel existem no Brasil?
Proibidos no Brasil desde 1976, os veículos de passeio com motor a diesel voltaram ao debate nos últimos meses....