Confira os seis melhores patinetes elétricos de 2021

Sua vida gira em um raio de cinco quilômetros a partir da sua casa (trabalho, escola, faculdade, cursos, academia, clube)? Então uma boa opção de mobilidade urbana pode ser o patinete elétrico. Muito populares na Europa, os patinetes são perfeitos para quem tem pouco espaço e precisa de agilidade no dia a dia.

Existem muitas opções no Brasil e os preços variam entre R$ 1 mil e R$ 5 mil. Apesar da diferença de preço, as especificações, autonomia e tempo de recarga são muito parecidas entre eles. A escolha, então, deve ficar por conta dos detalhes.

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

O que devo considerar ao escolher um patinete elétrico?

Diversos aspectos devem ser levados em conta antes de você escolher o seu patinete elétrico. Vamos a eles:

  • Relevo: os patinetes desenvolvem melhor a velocidade em percursos planos. Se você morar em um lugar com muitas ladeiras, uma bicicleta elétrica é uma melhor opção;
  • Autonomia: vai rodar muito diariamente? Então busque um modelo com boa autonomia e com recargas rápidas;
  • Dobrável: os modelos dobráveis são muito mais práticos de levar e guardar;
  • Peso: precisa subir escadas ou andar bastante? Os modelos mais leves são melhores neste aspecto;
  • Potência: quanto mais potente for o motor, mais veloz o patinete será;
  • Tamanho das rodas: quanto maiores as rodas, melhor o patinete elétrico supera os obstáculos e mais seguro ele é. Se o seu percurso é muito esburacado e tem asfalto em péssimas condições, escolha sempre o de roda maior;
  • Capacidade: os patinetes podem transportar até 120 quilos. Mais que isso, pode ser danificado. E mais: quanto mais pesado o usuário, menores a velocidade máxima e a autonomia;
  • Amortecimento: para percursos mais longos, os modelos com amortecimento e banco são mais recomendáveis;
  • Acessórios: painel com velocidade e carga da bateria, farol e lanterna, buzina, conectividade com o celular. Quanto mais equipado, melhor.

Confira os seis melhores patinetes de 2021

Foston FS-B02

O mais barato (R$ 1,1 mil) é também o mais simples e desconfortável. O FS-B02 é leve (10 quilos) e fácil de carregar (dobrável), porém não tem amortecimento. Suporta até 120 quilos, tem 18 quilômetros de autonomia e a carga completa da bateria acontece em três horas. O modelo da Foston tem 250W de potência, pode atingir 20 km/h e suas rodas têm 6,6 polegadas.

Mibo  250W

Como o próprio nome diz, o Mibo tem potência de 250W e pode chegar aos 25 km/h. Pesa 12 quilos, é dobrável, suporta até 100 quilos e tem rodas grandes, de 8,5 polegadas. Sua autonomia é de 20  quilômetros e o tempo de recarga é de quatro horas. Custa R$ 1,8 mil.

Foston FS-B08

O FS-B08 é o irmão maior do FS-B02 e tem mais potência (500W). Chega aos 20 km/h de velocidade máxima. Sua autonomia é dos mesmos 18 quilômetros e a recarga completa da bateria ocorre em três horas. É dobrável, pesa 11 quilos, comporta 120 quilos de peso e tem rodas de 8,5 polegadas. O preço? A partir de R$ 2,4 mil.

FreeGo ES06C

Leve (9 kg), barato (R$ 1,1 mil) e com boa autonomia (30 km), o FreeGo é dobrável, tem 250W de potência, chega a 24 km/h e demora de duas a quatro horas para ser recarregado. Suporta até 120 quilos e tem rodas de 6,5 polegadas.

Xiaomi M365

Tem três modos de velocidade (15, 20 e 25 km/h), autonomia de 30 quilômetros, 250W de potência e demora entre três e nove horas para recarregar. O M365 também é dobrável, pesa 13 quilos, tem rodas de 8,5 polegadas, capacidade máxima de 100 quilos e possui banco como opcional.  

O grande atrativo do Xiaomi é a conectividade Bluetooth e pareamento com o aplicativo Mi Home, para Andoid e IOS. Com ele, é possível bloquear e desbloquear o patinete, controlar a necessidade de manutenção e outras atividades. O display em led informa a velocidade, modo de direção, nível da bateria e outros indicadores. Custa a partir de R$ 4,2 mil.

Segway Ninebot ES2

Como o Xiaomi, o Segway dispõe de conectividade Bluetooth que oferece estatísticas de viagens, atualizações e bloqueio em caso de roubo. O assento pode ser comprado separadamente. Seu preço sem acessórios parte de R$ 3,25 mil.

O Ninebot tem autonomia de até 45 quilômetros com o uso de bateria extra (vendida à parte) e controle cruzeiro (mantém a velocidade sem a necessidade de acelerar). Tem 300W de potência, rodas de 8 polegadas na frente e 7,5 atrás, é dobrável, pesa 12 quilos, aguenta 100 quilos, chega a 30 km/h e o tempo de recarga é de três horas e meia. 

Com o patinete elétrico, preciso de carro?

É verdade que as pessoas estão mudando em busca de um futuro cada vez mais sustentável, como menos consumo, maior compartilhamento e preocupação ambiental. Assim, bicicleta e patinete elétrico ganharam destaque. 

Mas isso não significa que as pessoas estão abandonando de vez os carros. O que tem acontecido com maior frequencia é que muita gente deixa o carro mais parado na garagem e o utiliza só às vezes. Seja para um passeio, ou um local mais distante.

E nesse contexto, a sustentabilidade também chegou ao mercado de seguro de carro. Quem usa pouco o carro, agora também tem o direito de pagar menos pelo seguro. 

A Thinkseg é a pioneira em uma modalidade que vem crescendo cada vez mais, o seguro por uso. Com o Seguro Auto Pay Per Use, o segurado paga somente quando utiliza o carro. Assim, a precificação é muito mais justa, afinal carro sem uso estacionado na garagem significa risco baixo para as seguradoras.

Com o Pay Per Use, o custo do seguro tende a ser muito menor. É feito sob medida para quem combina o carro com outros modais de transporte, como bike, patinete, ônibus ou metrô. Se você é um destes, tem uma prática sustentável e vai pagar um seguro mais barato. Vale pena cotar e descobrir as vantagens.

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE