Carros x sustentabilidade: descubra as marcas amigas do meio ambiente

Os veículos a combustão são tidos como os maiores vilões do meio ambiente. Como utilizam combustíveis fósseis, acabam emitindo uma grande quantidade de poluentes na atmosfera. Entre eles estão o monóxido de carbono, os óxidos de nitrogênio, hidrocarbonetos, gás metano, além de aldeídos, material particulado e dióxido de carbono.

E não pense que apenas os veículos são poluentes. Cada participante da cadeia produtiva da indústria automobilística contribui um pouquinho. Da companhia siderúrgica ao fabricante de pneus, passando pela empresa que faz os componentes plásticos e aquela que é responsável pela parte eletro-eletrônica.

Mas quais são as marcas de carro mais sustentáveis de carro? Afinal, isso existe mesmo?

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

Programas para redução de emissões

A boa notícia é que desde meados da década de 1980 há programas de controles de emissões em boa parte dos países e dos blocos econômicos. No Brasil, desde 1988 vigora o PROCONVE (Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores), que já conseguiu reduzir em 90% as emissões de poluentes pelos veículos.

A sétima fase do PROCONVE entra em vigor em janeiro de 2022 e será ainda mais restritiva. Isso porque não só reduzirá o limite permitido de emissões de monóxido de carbono como também terá um controle mais rígido da emissão evaporativa de gases, que é aquela que acontece antes da queima do combustível.

Na Europa, a coisa é ainda mais séria. Além de contar com leis mais rígidas, os países membros da União Europeia não poderão mais vender automóveis novos com motores a combustão a partir de 2035, apenas elétricos. 

As marcas de carros mais sustentáveis

Entretanto, como dito acima, não basta produzir carros menos poluentes e sim poluir cada vez menos ao produzir carros menos poluentes. E nesta seara quem comanda é a alemã BMW. Ela é a primeira colocada entre os fabricantes do setor automotivo no Índice de Sustentabilidade Dow Jones, que desde 1999 classifica as empresas com mais iniciativas sustentáveis. Na última edição, publicada em 2020, a BMW se destacou nos seguintes tópicos:

  • Redução no uso de energia por veículo produzido em 40% desde 2006;
  • Cortou as emissões de CO2 em 70% desde 2006;
  • Possui 100% de eletricidade renovável em todas as instalações de produção;
  • Reduziu as emissões de CO2 dos veículos vendidos na Europa em 42% entre 1995 e 2019.

Na sequência ficaram:

  • General Motors;
  • Hankook Tires (fabricante sul-coreana de pneus);
  • Honda (a única entre as marcas de carro mais sustentáveis japonesa);
  • Nokian (pneus, Finlândia);
  • Peugeot (França);
  • Pirelli (Itália);
  • Valeo (componentes automotivos, França).

Fora do ranking, mas comprometidas com a sustentabilidade

Apesar de não figurarem no ranking da Dow Jones, as marcas japonesas de carro estão entre as que mais investem em tecnologias sustentáveis. A Nissan foi a primeira montadora a vender um carro 100% elétrico em nível mundial. Desde que foi lançado, em 2010, o Leaf acumula mais de 500 mil unidades vendidas em todo o planeta.

Pioneira no Brasil e no mundo

A Toyota vende o carro híbrido Prius, que combina um motor movido a energia elétrica e outro a gasolina, desde 1997. Agora, se prepara para produzir em grande escala o Corolla e o próprio Prius movidos a hidrogênio a partir de 2023. A tecnologia utiliza uma célula de combustível que transforma o hidrogênio em energia elétrica e movimenta os motores do veículo. A única substância resultante do processo é a água.

No Brasil, entre as marcas mais sustentáveis de carro japonesas e os demais fabricantes, a Toyota foi a primeira a produzir localmente modelos híbridos. Desde 2019, o Corolla Hybrid sai da linha de produção de Indaiatuba (SP). Em 2021, o SUV Corolla Cross foi o segundo modelo da marca a ganhar propulsão híbrida.

Como se não bastasse, o Corolla Hybrid é o primeiro híbrido do mundo que pode ser abastecido com gasolina ou etanol. Seu motor a combustão é flex e aumenta ainda mais seu apelo sustentável. Afinal, como toda planta, a cana de açúcar – matéria-prima para a obtenção do etanol – absorve o dióxido de carbono da atmosfera e o transforma em oxigênio durante a fotossíntese.

O mundo muda, o seguro muda

Veículos híbridos e elétricos, fábricas mais sustentáveis. A maneira de andar e produzir carros está mudando e o seguro auto também. Do que adianta economizar combustível e gastar mais no seguro? 

Para isso foi criado o Pay Per Use da Thinkseg, um seguro auto que você paga apenas quando usa o carro.

A sociedade está em constante evolução. Antigos valores já não fazem mais sentido e há reduções de consumo em quase todas as áreas. No ramo de seguros não poderia ser diferente. O Pay Per Use da Thinkseg foi feito sob medida para esta nova mentalidade. Faça uma cotação online e descubra.

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE