Thinkseg
Seguro

Veja como funciona a telemetria

Compartilhe em:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Telemetria Thinkseg

Tecnologia é indispensável para o seguro auto Pay Per Use, da Thinkseg

Você sabe como funciona a telemetria? A tecnologia, que tem um registro de patente nos Estados Unidos datado de 1885, hoje está por trás de mudanças disruptivas em serviços com os quais estávamos acostumados.

Sua franca ascensão já acontece há um bom tempo. De acordo com um estudo da MarketsandMarkets, o mercado global de telemetria foi estimado em US$ 109,54 bilhões em 2014, com a expectativa de que atingisse US$ 243 bilhões em 2020, com uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 14,2% no período.

Quer entender o que é essa tecnologia, como ela funciona e qual é seu impacto? Então continue conosco!

O que é telemetria?

A etimologia pode nos ajudar bastante aqui, já que a palavra deriva de dois radicais gregos: tele (remoto) e metron (medição). Portanto, o termo designa uma tecnologia que permite a medição remota.

Os primeiros sistemas de telemetria foram usados por empresas de energia elétrica para monitorar a distribuição e o uso da eletricidade. Eles eram então chamados de sistemas de supervisão.

Um deles, por exemplo, foi instalado em Chicago, Illinois, em 1912. Essa rede usava as linhas de telefonia da cidade para transmitir dados de várias de suas plantas de geração de eletricidade para uma estação de controle central.

Depois da 1ª Guerra Mundial (1914 – 1918), esses dados passaram a ser transmitidos pela própria rede de energia elétrica, em uma tecnologia surpreendentemente avançada por ter sido colocada em prática há mais de um século.

Hoje em dia, a telemetria ainda é utilizada, porém de outras formas, como nos seguros para automóveis da modalidade Pay Per Use, que também é revolucionária e está mexendo com este mercado.

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

Como funciona a telemetria no seguro auto Pay Per Use?

Através do monitoramento do deslocamento do usuário, o que é feito através de um aplicativo.

Nós já falamos por aqui sobre o que é Pay Per Use: uma modalidade de seguro em que o segurado paga uma assinatura fixa, como em um serviço de streaming, somado à quilometragem que tiver percorrido no mês. Quem usa menos o carro paga um valor menor do que quem usa mais.

Para essa contabilização, o app da seguradora consegue identificar se o usuário (e apenas o usuário) está dirigindo seu carro ou se está usando outros meios de transporte, como ônibus, trem, metrô, bicicleta, patinete, táxi ou carros de aplicativo.

Por meio dessa identificação, ele contabiliza os trajetos realizados, os quais ficam salvos no aplicativo, disponíveis para consulta dos usuários a qualquer momento. A cada quilômetro rodado, um pequeno valor é acrescido ao uso daquele mês.

Então, quando o ciclo de um mês tiver sido completado, é cobrado o valor da assinatura e mais um valor a cada quilômetro rodado. Essa é uma excelente alternativa, principalmente para quem não usa tanto seu veículo.

Veja o passo a passo:

A telemetria é precisa?

Sim! Além de ser uma tecnologia super confiável, com mais de um século de existência, como vimos anteriormente, ela se desenvolveu com o passar do tempo, o que a permite ter um nível de precisão fantástico.

Esse é um sistema inteligente, capaz de saber se o usuário está realmente usando seu veículo ou não.

Isso resulta em uma medição fenomenalmente precisa, o que é indispensável para um serviço em que a cobrança adequada é essencial para que se mostre como uma opção vantajosa perante a concorrência.

Como uma medida adicional de segurança, tanto para que a cobrança seja feita corretamente quanto para casos em que seu celular ficou sem bateria ou sem sinal de internet, por exemplo, o usuário envia todos os meses uma foto do odômetro para acompanhamento de quanto o carro rodou naquele período.

Quem sabe como funciona a telemetria conhece seu potencial e sabe como ela é capaz de mover uma verdadeira revolução, como o que está acontecendo com o seguro Pay Per Use.

Seguro auto Pay Per Use: uma realidade

Com uma proposta tão interessante e funcionamento garantido, essa modalidade de seguro só tem a crescer com o passar do tempo. Isso porque cobra um valor justo dos usuários, sem abrir mão de uma cobertura completa, como nas melhores apólices.

A Thinkseg é pioneira em seguro auto Pay Per Use no Brasil. Parceira da MAPFRE, a maior em seguros de bens da América Latina.

Para entender ainda melhor sobre como funciona essa modalidade, você pode acessar a página de dúvidas frequentes da Thinkseg. Lá,  é possível obter esclarecimentos sobre outras questões que você pode ter.

Depois de entender como funciona a telemetria, fica claro quão grande é o potencial dos seguros Pay Per Use, os quais, inclusive, têm tudo para conquistar uma grande fatia do mercado, já que pensam nos consumidores de uma maneira diferente e especial, com soluções personalizadas para o que precisam!

O que você acha dessa tecnologia? Acredita que o Pay Per Use deve crescer bastante daqui em diante? Deixe sua opinião nos comentários e até mais!

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

Conheça o inDriver: app de Mobilidade Urbana que te dá liberdade de escolha
Presente no Brasil há cerca de três anos, o inDriver é mais uma opção de aplicativo de transporte individual....
Como é calculado o Seguro Auto por Km?
Quilometragem é fixa no seguros convencionais Nos seguros convencionais, o segurado informa a quilometragem média que percorre diariamente durante o...
Pay Per Use é uma boa escolha para quem quer reduzir gastos?
Os anos de 2020 e 2021 mudaram totalmente a forma como os brasileiros levam a vida. Primeiro, a pandemia...
Seguro de carro com interrupção: vale a pena?
Uma nova modalidade de seguro auto começou a se popularizar no Brasil. É o seguro que pode ser interrompido...
Pay Per use também te ajuda com chaveiro. Veja como
Fechadura quebrada? Perdeu as chaves? O Seguro Pay Per Use te ajuda! A nossa proteção para o seu carro...
Seguro de carro: 5 mitos e verdades
Veja o que é ou não verdade quando o assunto é seguro auto Na hora de procurar a proteção...