Thinkseg
Auto
Atualidades

Os combustíveis têm diferença entre os países?

Compartilhe em:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
qualidade do combustível brasileiro

Entenda quais são as mudanças previstas para acontecer no combustível brasileiro para que ele se torne ‘padrão’ internacional

Se você tem carro ou moto, provavelmente já se questionou sobre a qualidade do combustível brasileiro e qual o impacto disso no seu veículo. 

De fato, pode-se dizer que o combustível ofertado nos postos de gasolina não são de todo ruim: existem muitos deles que até oferecem uma boa gasolina. No entanto, a probabilidade de encontrar um posto que venda combustível adulterado também é alta. 

Neste sentido, a busca por uma melhora significativa no produto que é oferecido aos motoristas brasileiros tem sido pauta nos últimos meses e resultou em boas notícias para os consumidores. 

Isso porque desde janeiro deste ano, foi aprovada pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) uma medida que promete melhorar a qualidade da gasolina brasileira. 

Ainda não sabia dessa novidade? Acompanhe todas as informações a seguir e entenda o que muda para o consumidor final.

Do que se trata a nova resolução da ANP?

Basicamente, o objetivo principal das medidas é oferecer um combustível com maior qualidade para os brasileiros. 

Para que isso aconteça, foram estipulados novos valores de massa específica do combustível, além de novos padrões de destilação e limites de octanagem – medida de resistência do combustível à pressão que ele durante a combustão no motor –  para garantir uma gasolina mais eficiente. 

Através dessa medida, espera-se que a gasolina brasileira seja produzida com a mesma qualidade do combustível vendido nos Estados Unidos e nos países da Europa. 

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

Quais as principais diferenças do combustível brasileiro para o dos outros países? 

Segundo especialistas, a gasolina vendida em países como os Estados Unidos é considerada melhor do que a brasileira justamente pelo fator de octanagem. É ele que faz com que os veículos operem com maior potência e melhor performance.

Outra diferença está na adição de álcool no processo de fabricação da gasolina. Enquanto no Brasil é utilizado 27%, nos Estados Unidos, por exemplo, utiliza-se apenas 10%. 

No entanto, embora a nova formulação seja adequada aos padrões desses países, a concentração de álcool continuará sendo a mesma no Brasil.

Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) testes indicam que isso não altera o desempenho do combustível no veículo.

O que muda para os consumidores?

qualidade do combustível

Com a venda de um combustível melhor se aproximando, muitas pessoas desejam saber o que isso mudará no final das contas. 

De fato, uma gasolina com maior qualidade resultará em um melhor desempenho dos motores, além de proporcionar uma redução considerável nas emissões de poluentes e o  reduzir o consumo dos veículos. 

Em linhas gerais, com a maior qualidade e rendimento do produto, as chances de que seu veículo apresente problemas e necessite de maior manutenção também são menores. 

Com isso, você conseguirá economizar não só na quantidade de vezes que precisará abastecer, mas também nos valores gastos com mecânicos e até mesmo na dor de cabeça de precisar acionar o seu seguro auto pago por uso

Além disso, com uma gasolina melhor ,você consequentemente sentirá diferença em questões de dirigibilidade, desempenho e aquecimento do motor, que ficarão muito melhores se abastecidos com a nova fórmula.

O preço do combustível vai mudar? 

Uma das notícias não tão boas é que, assim como a qualidade, o preço também tende a aumentar. Isso porque, segundo especialistas, a Petrobrás pratica paridade dos preços de importação e a comparação será feita com o padrão de combustíveis do exterior. 

No entanto, este cenário não é de todo ruim. Como mencionamos anteriormente, a capacidade de rendimento também irá aumentar, o que significa que será necessário abastecer menos vezes do que o habitual e rodar mais quilômetros por litro. 

A partir de quando será possível notar essas mudanças? 

Tudo indica que, em breve, o consumidor já poderá abastecer o seu veículo com uma gasolina de maior qualidade. 

O esperado é que as refinarias brasileiras comecem a produzir o combustível seguindo os novos padrões a partir de agosto deste ano. 

Enquanto isso não acontece, o recomendado é que você continue abastecendo em postos de confiança para evitar que o combustível adulterado prejudique o seu veículo. 
Além disso, realizar as manutenções corretamente e manter o seu seguro auto em dia também te ajudarão a se prevenir de qualquer imprevisto ou problema no seu veículo.

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

Carros autônomos: o que são, como funcionam e mais!
A indústria automobilística já deu um passo à frente com o desenvolvimento dos carros elétricos, cujas vendas estão crescendo...
Mito ou verdade: kit promete carro movido a água
É sempre assim:basta uma série de elevações nos preços dos combustíveis para pipocarem engenhocas milagrosas que prometem reduzir o...
Saiba como funciona o seguro para carro elétrico
Depois de bater recordes no último ano, a venda de carros eletrificados segue em alta em 2022. Houve uma...
Projeto de lei quer dispensar autorização do Detran para a customização de carros
Quase todo entusiasta de automóveis gosta de deixar o carro com “a sua cara”. A customização e personalização é...
Brasil comemora o Dia do Automóvel em 13 de maio
Todo dia 13 de maio é comemorado no Brasil o Dia Nacional do Automóvel e da Estrada de Rodagem....
Como Londres está usando taxas em estradas para combater a poluição e a desigualdade
Berço da Revolução Industrial, a cidade de Londres sempre sofreu com a poluição. Nas últimas décadas, contudo, as emissões...