Auto

Gasolina batizada: 11 males que ela pode trazer para seu carro e como se livrar

Compartilhe em:

Cuidados com gasolina adulterada

Produtos de baixa qualidade e compostos químicos duvidosos causam problemas em várias peças do veículo

Imagine a seguinte situação: você está dirigindo tranquilamente a caminho do trabalho e percebe que o indicador de combustível sinaliza que é hora de abastecer. Você para no próximo posto e pede para o frentista completar com gasolina.

Até aí, tudo certo. Você trabalha o dia todo e, no caminho de volta para casa, o veículo começa a apresentar falhas. Situação chata, não é? Se a primeira coisa que você pensa é na possibilidade de ter abastecido com  combustível adulterado, você está certo.

Mas, o que fazer? Será necessário deixar o carro na oficina mecânica? É possível continuar rodando e deixar a gasolina acabar? Quais são os males que o produto pode causar no carro? Esses e mais um turbilhão de questionamentos, inevitavelmente, vêm à nossa mente.

Se você está passando por uma situação desse tipo, preparamos esse artigo para te mostrar quais são os 11 danos que a gasolina batizada pode causar no seu carro e como evitar esses transtornos.

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

O que é gasolina batizada? ?

Também chamada de adulterada ou falsa, a gasolina batizada é resultado da sua mistura com outros produtos.

Com o objetivo de fazer o combustível render mais e, consequentemente, ter mais lucros, os postos de abastecimento acabam acrescentando a ele água, solventes químicos ou etanol.

O que o combustível adulterado pode causar no automóvel ?

Esse quadro pode causar danos a várias peças do seu carro. Os sinais de que algo não anda bem podem ser percebidos nos primeiros momentos após o abastecimento. É bem possível que você note os seguintes problemas:

1. Perda de potência

Esse é o mal que pode ser notado mais facilmente por quem caiu no golpe da gasolina batizada. O pedal do acelerador tende a ficar mais “borrachudo”. Provavelmente, você vai perceber que vai ter que acelerar muito para obter uma velocidade mediana. 

2. Aumento de consumo

Esse problema atinge o carro e seu bolso. Geralmente, há uma considerável queda de 30% no consumo médio. Isso quer dizer que você vai notar que será preciso mais combustível para fazer o mesmo percurso de sempre.

3. Desgaste das peças

Excesso de corrosão, entupimento de velas de ignição e dos bicos de injeção são exemplos do grande prejuízo que você vai ter se usar combustível adulterado no seu carro.

4. Dificuldade para dar partida

Nos dias mais frios ou pela manhã, é bem provável que você perderá um tempo considerável tentando dar partida no carro que foi abastecido com gasolina falsa.

Isso acontece porque o calor gerado pelo etanol é inferior ao da gasolina. Com isso, o motor demanda uma quantidade maior de combustível para poder entrar funcionamento, uma vez que o sistema de injeção eletrônica calibrado para gasolina não dá conta dessa demanda.

5. Problemas na pré-ignição

Sabe aquele ruído no motor parecido com uma corrente de bicicleta quando a gente troca de marcha? Pois é! Ele vai ser muito mais evidente quando ocorrerem as saídas, principalmente se você estiver em uma subida, quando o desempenho do motor deve ser maior.

6. Formação de resíduos

Fluidos, sujeiras e outros materiais podem se formar na câmara de combustão, principalmente nas válvulas. Isso prejudica o funcionamento geral do carro, inclusive com a famosa “batida de pino”, nome dado à pré-detonação do combustível.

7. Deterioração

Os sintomas de gasolina adulterada são:

  • Desgaste no filtro de combustível;
  • Entupimento da bomba;
  • Falhas na sonda lambda, no catalisador e nos revestimentos isolantes.

8. Óleo contaminado

O óleo pode sair do cárter contaminado, com mudanças visíveis nas características esperadas. Isso é um sintoma do combustível adulterado e pode sinalizar o excesso de água, solventes ou etanol, fazendo com que a troca de óleo seja necessária.

9. Travamento do turbocompressor

É importante que você saiba que a turbina utiliza o mesmo fluido do motor para sua lubrificação. Isso significa que a baixa qualidade do combustível faz com que ela perca suas propriedades lubrificantes. 

O investimento para reparar esse dano não é tão motivador. Você poderá sentir milhares de reais dando adeus ao seu orçamento. 

10. Danos no escapamento

Se você notar excesso de fumaça e odores nada agradáveis (cheiro de solvente ou querosene) saindo do escapamento, você foi premiado com gasolina adulterada.

Esse problema, além de prejudicar seu carro, é altamente nocivo ao meio ambiente e precisa ser corrigido o quanto antes.

11. Pane no motor

O abastecimento com combustível ruim causa efeitos catastróficos no motor. Todos os problemas mencionados até aqui podem fazer com que ele “morra” com bastante frequência, sendo necessário dar várias partidas para fazer com que ele volte a funcionar.

Abasteci com gasolina falsa, e agora? ?

Bom, antes de qualquer coisa, é preciso que você saiba que adulterar combustível é crime. Por isso, você pode, ou melhor, deve fazer uma denúncia para impedir que outras pessoas passem pela mesma situação.

Guarde a nota fiscal e leve seu carro até um mecânico de sua confiança. Ele fará um laudo dos danos causados e você levará os comprovantes até o Procon ou ANP. O posto poderá ser obrigado a pagar pelo conserto do seu veículo. 

Em relação às medidas que você deve tomar com o carro, a recomendação é levá-lo até outro posto (confiável, claro!). Peça para esvaziar o tanque e completar com gasolina de verdade. Isso dói no bolso, mas evita grandes estragos.

Evite cair na armadilha do combustível adulterado ?

Você pode aderir a alguns hábitos para evitar ser surpreendido com gasolina falsa. Os principais são:

Abastecer em um posto de confiança

É seu direito de consumidor pedir o teste de gasolina no posto na hora de abastecer. Use esse recurso se você for novo na região e não sabe da procedência do combustível.

Cuidado com preços atraentes

Se o valor da gasolina for muito menor em relação à maioria dos postos, desconfie!

Prefira a gasolina aditivada

Esse produto ainda não é muito procurado. Por isso, tende a ser mais confiável, além de ter uma qualidade superior ao combustível normal e ajudar na conservação de várias peças do veículo.

É melhor pecar pelo excesso do que pela falta, não é? Cuide bem do seu carro e evite maiores problemas e transtornos. É sempre bom acompanhar o nível de gasolina e prever quando será necessário abastecer o tanque. Com isso, você terá tempo hábil para se programar e levar o carro até um posto de confiança. 

Você já passou por problemas relacionados ao combustível adulterado e teve que acionar o seguro auto ou tem mais dicas de como prevenir esse tipo de situação para compartilhar com a gente? Escreva aqui nos comentários!

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE


Dúvidas sobre a CNH Social? O Detran esclarece
Não dá para dirigir sem CNH ou permissão para dirigir, não é mesmo? Se a grana está curta para...
Vazamento de água no carro: como identificar e o que fazer?
Um belo dia você sai da garagem e vê que há uma poça de água debaixo do carro. Se...
Direitos e deveres dos motoristas com os carros elétricos
A frota de carros elétricos não para de crescer no Brasil. Os modelos 100% elétricos tiveram 3.395 emplacamentos no...
Inmetro: saiba quais são carros mais econômicos de 2022
Apesar das ligeiras quedas no segundo semestre de 2022, o preço dos combustíveis continua alto no Brasil. Quem roda...
Quatro motivos para lavar o carro uma vez por mês
Nem todo mundo tem o hábito de lavar carro com frequência. Entretanto, a prática não é só prejudicial para...
Se eu atropelar um bichinho, meu seguro auto oferece cobertura?
Não é raro encontrar animais soltos nas ruas ou na beira de rodovias. Infelizmente, muitos estão perdidos ou foram...