Auto

SUV’s: por que, cada vez mais, brasileiros amam esse tipo de veículo

Compartilhe em:

Carro SUV

Entenda porque esse fenômeno se instalou por aqui

O que as ruas, concessionárias, estacionamentos e listas de desejos têm em comum? ? Se você respondeu carros SUV, está certo, já que eles estão por toda a parte hoje em dia.

Os brasileiros são apaixonados por carros, e a onda da vez são os SUVs, que ainda devem continuar sendo lançados por um bom tempo, já que abocanham uma fatia importante no mercado.

Afinal de contas, você já parou para pensar o que criou esse amor tão grande? Será que esse foi um movimento repentino ou que só nos demos conta por agora? Até quando isso vai durar?

Vem comigo para entender melhor sobre a questão e, assim, compreender o que está por trás do domínio desse segmento.

Antes disso, porém, vamos entender exatamente o que é esse segmento de carro.

O que é um SUV?

A sigla corresponde a Sport Utility Vehicle, ou utilitários esportivos. Originalmente, porém, o significado era Suburban Vehicle, ou veículo urbano.

O primeiro modelo a fazer parte desse segmento foi o Chevrolet Suburban, que chegou às ruas em 1935 e fez tanto sucesso que é vendido até hoje, depois de já ter passado por uma série de mudanças e atualizações – absolutamente justo para mais de 80 anos de história, não é?

Não era à toa que o termo passou a ser destinado aos carros utilitários, já que, com o perdão do trocadilho, são úteis de verdade. O Suburban comportava até 8 pessoas, além de ter um espaço invejável no bagageiro, para que nem os viajantes mais exagerados (ou precavidos, depende do ponto de vista) pudessem pôr defeito.

É importante falarmos sobre a definição original dos carros SUV, o que nos permite observar que o segmento passou por sérias mudanças, até ao ponto de os ditos SUV’s da atualidade, em tese, não estarem aptos a carregar esse nome.

Calma, vou explicar: na teoria, o SUV é a união de uma perua sob o chassi de uma caminhonete. Historicamente, eles também se distinguiram pela capacidade de encarar percursos acidentados, com terra, pedras, lama e por aí vai, além de ter uma carroceria bem alta.

Porém, o público gostou muito dos carros SUV, o que aumentou sua procura. Consequentemente, as montadoras precisaram alinhar seus projetos às demandas dos clientes, o que fez com que eles deixassem de ser aqueles grandes veículos aventureiros e passassem a ser focados em conforto e experiência de direção.

Carro SUV BMW

Então, os carros SUV não são SUV’s de verdade?

É mais ou menos por aí, mas vamos com calma. Afinal de contas, muitas coisas estão passíveis de mudanças com o tempo. Podemos comparar os automóveis de antigamente com os de hoje, mas mesmo com as diferenças gritantes, eles ainda são automóveis.

Bem, resumindo, o interesse pelos SUV’s estava em alta, mas como o número de carros aumentava constantemente, o espaço nas ruas passou a ficar apertado. Então, os apaixonados pelos utilitários enxergaram o desejo de ter características de um SUV, mas em uma plataforma menor.

Foi aí que lançaram os crossovers, que podem trazer recursos como carroceria alta, espaço interno privilegiado e outros dos SUV’s originais, mas com tamanhos que se assemelham aos encontrados no segmento de hatchbacks, o famoso hatch.

Então, é como se os crossovers fossem SUV’s compactos, que não deixam de apresentar similaridades com os modelos tradicionais, mas passaram por mudanças e um reposicionamento de mercado para estar de acordo com o que os clientes procuravam.

Deu pra entender?

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

Quando os carros SUV ganharam o coração dos brasileiros?

Não faz taaanto tempo assim. Pode parecer estranho, principalmente ao olhar para os carros que vemos nas ruas hoje em dia, mas essa paixão não tem nem 10 anos.

Para começo de conversa, vamos nos lembrar do primeiro SUV (já considerando o reposicionamento que citamos anteriormente, beleza?) fabricado no Brasil: o Ford EcoSport, que chegou por aqui no ano de 2003.

Nesse ponto, não podemos dizer que os carros SUV já eram febre, pois o EcoSport ocupou o posto de único SUV nacional por 7 anos, até que, em 2010, chegou o Renault Duster.

O Chevrolet Tracker, pertencente ao segmento, veio em 2013, mas importado. Então, em 2015 chegou o Honda HR-V, e em 2016 a febre já se espalhou, com a presença do Hyundai Creta e do Jeep Renegade.

Hoje em dia, temos vários outros modelos, como Jeep Compass, Nissan Kicks, Renault Captur, Citroen C4 Cactus, Toyota SW4, Volkswagen T-Cross, Honda WR-V, Peugeot 2008, Chery Tiggo 2 e por aí vai, isso sem contar os que ainda serão lançados, ou seja, opções não faltam – e nem faltarão!

Veja também: Renegade ou Kicks: qual a melhor escolha?

Os carros SUV vendem bem?

Sim, e muito! Esse foi um motivo fundamental para que as montadoras olhassem com carinho para o segmento, já que eles dispararam em números de vendas.

Eu separei algumas estatísticas que não deixam dúvidas sobre o assunto, com suas respectivas fontes. Dá só uma olhada:

  • No ano de 2018, dos 2,470 milhões de automóveis e comerciais leves emplacados no Brasil, 512,35 mil (20,73%) foram SUV’s. (Fenabrave)
  • De janeiro a junho de 2019, o número de utilitários esportivos vendidos superou as 270 mil unidades no Brasil, o que coloca os carros SUV como segundo segmento com maior número de vendas, com mais de 25% do total. (Fenabrave)
  • Ainda no mesmo período, os mais vendidos foram Jeep Renegade (33.048 unidades), Jeep Compass (28.033), Nissan Kicks (25.826), Hyundai Creta (24.247) e Honda HR-V (23.696). (Fenabrave)
  • Não é só no Brasil que essa tendência aparece: foram 32,1 milhões de SUV’s emplacados em todo o mundo no ano de 2018, 35% do total de vendas. (Focus2Move)
  • Ao comparar os meses de janeiro a julho de 2019 com o mesmo período do ano anterior, o aumento nas vendas de carros SUV foi de 17,99%, tendo passado de 274.447 unidades para 323.803, ou seja, 49.356 veículos a mais. (Fenabrave)

Pois é, se em 2010 tínhamos apenas dois modelos de SUV fabricados no Brasil, hoje são dezenas deles, que ainda devem ocupar as vitrines das concessionárias e as ruas por um bom tempo.

E aí, entre os carros SUV, qual você prefere? Acredita que essa tendência vai desaparecer ou se consolidar com o passar do tempo? Você acha que vale a pena investir em um deles?

Não se esqueça de contratar seu seguro auto para proteger o seu SUV. Assim, você dorme mais tranquilo sabendo que seu bem está protegido!

Deixe sua opinião nos comentários e até mais!

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

20 carros mais sustentáveis nos dias de hoje
Segundo dados do Relatório de Emissão Veiculares da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), os carros são...
Saiba como consultar pontuação da CNH
Entre as novas leis do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em vigor desde o dia 12 de abril de...
Tabela Fipe: O que é e como influencia no preço do seguro?
Seja na hora de comprar ou vender seu carro, seja na hora de fazer o seguro, você já deve...
4 motivos para realizar a manutenção preventiva do seu carro!
Se você é daqueles que têm pavor de ficar parado na rua com o carro quebrado, preste atenção: fazer...
Álcool ou gasolina: como calcular o custo de viagem de carro?
Não parece, mas em 2023 vão se completar 20 anos do lançamento do primeiro carro bicombustível brasileiro. Até a...
5 vantagens dos veículos autônomos
Nos últimos 20 anos, o mundo viveu uma verdadeira revolução tecnológica. No começo dos anos 2000, a internet ainda...