Thinkseg
Mobilidade

Patinete elétrico: vale a pena utilizar?

Compartilhe em:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Patinete vale a pena como transporte alternativo?

Descubra as características desse meio de transporte que tem ganhado popularidade nas grandes cidades nos últimos anos

Os patinetes elétricos dominaram as grandes capitais por inúmeros motivos. Além do fator novidade, esse meio de transporte traz alguns benefícios para quem o utiliza, seja para trabalhar, estudar ou, apenas, chegar mais rápido até algum destino. No entanto, fica a pergunta: patinete elétrico vale a pena?

Apesar das facilidades que esse veículo proporciona, é preciso ficar atento a alguns pontos que o uso constante do patinete pode causar. Assim, vamos listá-los ao longo do conteúdo para esclarecer se esse meio de transporte é benéfico ou não.

Sendo assim, confira o conteúdo que preparamos e continue lendo até o final para descobrir se patinete elétrico vale a pena.

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

Quanto custa um patinete elétrico?

O custo para adquirir um patinete elétrico pode variar bastante atualmente. Existem modelos que custam apenas R$ 800 e, considerando os mais potentes, encontramos valores próximos aos R$ 10.000.

No entanto, em média, um bom patinete elétrico está próximo de R$ 1.500, o que pode ser um preço bem interessante, se considerarmos alguns outros pontos.

Autonomia de uma carga completa da bateria

Mais uma vez, esse tópico vai variar conforme o modelo adquirido, mas, em média, uma carga completa de um patinete elétrico permite uma autonomia de 20 quilômetros percorridos, o que é um valor bem interessante dependendo do comportamento de uso.

Após a descarga completa da bateria, é possível carregá-la novamente em até 5 horas, o que pode ser um tempo considerável, dependendo da sua necessidade em usar o patinete. Portanto, sempre considere as possibilidades de recarga antes de adquirir qualquer modelo.

Sobre a velocidade, temos modelos que alcançam 40 km/h com certa facilidade, mas os modelos mais acessíveis, normalmente, não ultrapassam os 25 km/h. Ainda assim, para uma condução em que qualquer acidente pode machucar bastante, é importante tomar cuidado com a velocidade e respeitar os 6 km/h nas vias.

Outros gastos

No geral, um patinete elétrico vale a pena por não exigir muita manutenção. Além da recarga da bateria e dos itens de segurança – capacetes, cotoveleiras e luvas –, o grande custo está no momento de comprá-lo, o que pode representar uma grande dificuldade para alguns. Assim, mesmo com o uso intenso, certamente os valores para mantê-lo não serão exorbitantes.

Regulamentação para o uso dos patinetes

Ao chegarem nas grandes capitais e dominarem os centros urbanos, os patinetes elétricos trouxeram uma série de inconvenientes e até situações desastrosas que, possivelmente, não eram previstas pelos fabricantes.

Patinete vale a pena

Quedas, atropelamentos, acidentes com outros veículos e até a morte de alguns usuários fizeram o sinal de alerta acender, o que obrigou as autoridades a iniciar uma busca de soluções práticas quanto ao uso desse meio de transporte.

Recentemente, no Rio de Janeiro, foi regulamento que o uso do capacete seria obrigatório para todos os usuários de patinete elétrico. Além disso, transitar com o veículo em calçadas também se tornou proibido, o que trouxe mais organização e segurança para pilotos e pedestres.

Dessa forma, as leis avançam para popularizar o patinete elétrico, mas sem restringir seu uso, o que é bom para aqueles que gostam das praticidades que o mesmo proporciona, como a capacidade de chegar mais rápido em um destino ou, simplesmente, de não emitir gases nocivos para o planeta – em uma grande contribuição sustentável para a sociedade.

Aluguel de patinetes: uma febre brasileira

Para aquelas pessoas que estão se familiarizando e entendendo se o patinete elétrico vale a pena, pode ser bem interessante utilizar o modelo de aluguel desse veículo. Fornecedores como a Ride e Scoo, por exemplo, já estão presentes em várias capitais e oferecem preços acessíveis para o uso do equipamento.

No caso da Grin, a cobrança da viagem é composta pelo custo de desbloqueio + custo por minuto. Os valores costumam ser bastante acessíveis, o que faz uma tremenda diferença no final do mês.

De qualquer forma, para quem está começando a curtir a mentalidade por trás do patinete elétrico, pode ser uma boa opção começar aos poucos com o uso desses aplicativos.

Leia também: Mobilidade elétrica, entenda as facilidades da bike e do patinete elétrico

Patinete elétrico vale a pena dependendo do uso

Tirando a questão da moda, em que várias pessoas fazem uso do patinete elétrico apenas por ser uma novidade no país, o patinete elétrico pode ser muito importante em várias situações. Em cidades congestionadas, como é o caso dos grandes centros urbanos, eles são uma alternativa de mobilidade e ajudam a reduzir o uso dos automóveis.

Nesse sentido, o patinete pode ser até uma fonte de economia para suas finanças. Se você possui um veículo, optar por um seguro flexível e que te cobra valores referentes ao uso do mesmo pode ser uma estratégia inteligente no dia a dia.

Assim, o Seguro Auto Pay Per Use, da Thinkseg, é uma modalidade de assinatura mensal fixa com mais alguns centavos cobrados por quilômetro rodado. Ou seja: carro parado na garagem é economia na certa. Desse modo, você pode aproveitar os benefícios do patinete elétrico durante a semana, deixando o automóvel apenas para situações extremamente necessárias.

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

Ônibus elétrico: conheça mais sobre esse tipo de transporte
Quem já andou pelas ruas de São Paulo alguma vez topou com um trólebus. O antigo coletivo, ainda em...
Como Londres está usando taxas em estradas para combater a poluição e a desigualdade
Berço da Revolução Industrial, a cidade de Londres sempre sofreu com a poluição. Nas últimas décadas, contudo, as emissões...
Conhece o óleo sintético? Saiba como essa inovação ajuda no desempenho do motor
Você sabia que um dos itens mais importantes (e negligenciados) do seu carro é o óleo lubrificante do motor?...
Com mercado aquecido, mountain bike reina no Brasil
As bicicletas seguem a mil por hora no Brasil, especialmente mountain bike. De acordo com levantamento realizado pela Aliança...
Veja quais são os locais de maior risco para ciclistas em São Paulo
Seja como transporte, esporte ou apenas como lazer, andar de bicicleta em São Paulo nem sempre é uma tarefa...
Conheça o Kers Wee, o carro elétrico brasileiro
O mercado de carros elétricos está em alta no mundo todo. No Brasil não é diferente. Em 2021, a...