Thinkseg
ThinkNews
Mobilidade

Ensinar alguém a dirigir pode dar multa?

Compartilhe em:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
ensinar a dirigir

Todo pai que tem filho prestes a completar 18 anos, ou tirando a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), já pensou em ensiná-lo a dirigir por conta própria. 

Seja para economizar nas aulas dos Centros de Formação de Condutores (CFCs) ou para fazer o jovem ganhar mais confiança, ensinar a dirigir uma pessoa que não seja habilitada prevê penalidades de multa, pontos na carteira e até mesmo detenção.

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

Ensinar a dirigir motorista sem habilitação pode dar multa pesada…

O Artigo 162 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) é bem claro e proíbe cinco situações que envolvem o condutor e sua documentação. Todas infrações gravíssimas, com perda de sete pontos na CNH e multas variando entre R$ 293,47 e R$ 880,41:

  • 1. Dirigir sem possuir CNH, Permissão Para Dirigir ou Autorização para Conduzir Ciclomotor;
  • 2. Dirigir com o documento de habilitação suspenso ou cassado;
  • 3. Dirigir com habilitação de categoria diferente daquela do veículo conduzido;
  • 4. Dirigir com a CNH vencida há mais de 30 dias;
  • 5. Dirigir sem óculos/lentes, aparelhos auditivos, próteses ou adaptações no veículo, quando obrigatórias.

No artigo seguinte, o CTB prevê as penas para quem entregue ou permita que um motorista nas condições acima dirija o seu carro, como é o caso do pai que resolve ensinar a dirigir. As penas são as mesmas e a multa é multiplicada por três, chegando a R$ 880,41.

… e até mesmo cadeia

Já o Artigo 310 do CTB vai mais além. Ele prevê reclusão de seis meses a um ano a quem entregar, permitir ou confiar a direção de veículo automotor a um condutor:

  1. Não habilitado;
  2. Com habilitação cassada ou com o direito de dirigir suspenso;
  3. Sem condições de dirigir com segurança por seu estado de saúde, física ou mental, ou por embriaguez.

Ainda dá para piorar a situação de quem cai na tentação de ensinar a dirigir. A Súmula 575, de 2016, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), expõe que não é necessário que tenha havido lesão ou perigo de dano concreto para que se configure o crime do art. 310 do CTB devido a essas infrações.

Ou seja, mesmo que o filho ou a pessoa que está aprendendo a dirigir não cause um acidente, dependendo da interpretação da autoridade de trânsito e do juiz, a conduta pode ser considerada crime de trânsito.

Além disso, é perigoso

Muito mais do que as penalidades e multas, o ato de ensinar a dirigir coloca a vida e os bens de outras pessoas em risco. Nos CFCs, os instrutores de direção passam por cursos de formação e treinamentos. Os carros para aprendizagem possuem pedais de freios e embreagem do lado do passageiro. Isso permite que o instrutor intervenha em casos de emergência ou quando há riscos de acidente.

E o seguro auto pode recusar a indenização

Se houver um acidente, a seguradora possivelmente vai negar a indenização e não vai autorizar os reparos. Isso porque o ato de ensinar a dirigir uma pessoa não habilitada constitui uma infração de trânsito e um desrespeito ao perfil de uso informado à companhia no ato da contratação do seguro. 

Além de responder judicialmente, o proprietário vai ter que arcar com todas as despesas decorrentes dos danos causados no acidente.

Seguro Auto é essencial

Se você já tirou sua habilitação mas ainda está aprendendo a dirigir e treinando aos poucos, saiba que ter um seguro auto é fundamental.

E para quem não roda tanto com o carro, mas quer um seguro completinho, os seguros auto por assinatura podem ser ideais.

Você já conhece o Pay Per Use da Thinkseg? É uma nova modalidade de seguro que permite ao segurado pagar somente quando usa o carro.

Ele é um seguro completo e bem simples de usar. Você paga somente uma assinatura e alguns poucos centavos por quilômetro rodado. Um aplicativo faz toda a telemetria, calcula a quilometragem mensal e distingue o meio de transporte que você está usando (o próprio carro, aplicativos de transporte, ônibus, bicicleta ou a pé). 

O app da Thinkseg também traz todas as informações do seu seguro, além de acesso a assistência 24 horas e outras funcionalidades. Outra vantagem é que você faz a contratação, a vistoria do carro e o cancelamento da apólice pelo próprio celular, sem necessidade de ligações ou atendimento pessoal.  

Ensinar a dirigir é ilegal e pode até dar cadeia, sem contar o risco de causar um acidente com vítimas. E lembre-se que importante é andar sempre com o seguro em dia e, melhor ainda, pagando um valor justo. É o que o Pay Per Use da Thinkseg oferece para você! Faça sua cotação e comprove.

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

Ônibus elétrico: conheça mais sobre esse tipo de transporte
Quem já andou pelas ruas de São Paulo alguma vez topou com um trólebus. O antigo coletivo, ainda em...
Como Londres está usando taxas em estradas para combater a poluição e a desigualdade
Berço da Revolução Industrial, a cidade de Londres sempre sofreu com a poluição. Nas últimas décadas, contudo, as emissões...
Conhece o óleo sintético? Saiba como essa inovação ajuda no desempenho do motor
Você sabia que um dos itens mais importantes (e negligenciados) do seu carro é o óleo lubrificante do motor?...
Com mercado aquecido, mountain bike reina no Brasil
As bicicletas seguem a mil por hora no Brasil, especialmente mountain bike. De acordo com levantamento realizado pela Aliança...
Veja quais são os locais de maior risco para ciclistas em São Paulo
Seja como transporte, esporte ou apenas como lazer, andar de bicicleta em São Paulo nem sempre é uma tarefa...
Conheça o Kers Wee, o carro elétrico brasileiro
O mercado de carros elétricos está em alta no mundo todo. No Brasil não é diferente. Em 2021, a...