Thinkseg
Auto

Qual é a calibragem correta dos pneus?

Compartilhe em:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Você sabe qual é a calibragem ideal? Então vem descobrir!

Já parou para pensar que a calibragem de pneus é uma atividade que nos acompanha desde a infância? Ela era necessária tanto para aquela pequena bicicleta com que nos divertíamos, quanto nos veículos que conduzimos.

A calibragem é importante para garantir que os pneus estejam com a pressão ideal em seu interior e, assim, funcionem com eficiência e segurança.  Mas quando chega a hora de escolher a pressão certa, surge aquela pulga atrás da orelha, né?

Calma, porque isso tem solução! Vamos aprender direitinho porque precisamos calibrar os pneus de tempos em tempos, qual deve ser o intervalo entre as calibragens e até o melhor momento do dia para fazer isso. Além disso, vamos desmistificar a pressão ideal. ?

Por que a calibragem de pneus é importante?

Ela é importante por vários motivos: segurança, estabilidade, durabilidade, conforto, consumo reduzido e economia, entre outros. O assunto é sério mesmo!

Vamos conferir uma breve explicação para cada motivo:

Segurança

Para que os pneus funcionem de maneira segura, eles precisam estar com a pressão certa em seu interior. Caso contrário, é como uma bola murcha ou muito cheia: ela não rola adequadamente no chão ou pode estourar a qualquer momento, causando um problema maior, precisando na maioria das vezes, acionar o seguro auto.

Estabilidade

São os pneus que suportam o peso de todo o carro e a estabilidade do veículo depende diretamente da calibragem. Se ela estiver errada, para mais ou para menos, a transmissão de carga será prejudicada e, consequentemente, a direção ficará prejudicada (e perigosa).

Durabilidade

Quem já teve que comprar pneus novos sabe que o investimento pode ser bem salgado, né? Quando a calibragem de pneus é feita da maneira certa, eles tendem a durar mais tempo. Isso porque  o desgaste é distribuído adequadamente e não prejudica a banda de rodagem ou seus outros componentes.

Close de pneu.

Conforto

Calibragens erradas atrapalham o conforto do condutor e dos passageiros, principalmente quando estão abaixo do ideal. O veículo pode trepidar, em especial ao passar por buracos, lombadas ou irregularidades no solo, o que deixa a viagem bem menos bacana do que poderia ser.

Consumo reduzido

Outra situação mais impactante quando a calibragem de pneus está abaixo do necessário. Pneus murchos resultam em uma maior força de arrasto, ou em termos simplificados, demandam força excessiva do motor. Neste caso, ele precisará de uma quantidade maior de combustível para operar. O consumo pode aumentar até 20%!

Economia

Pneus murchos tendem a gastar suas extremidades externas, chamadas de bandas de rodagem, de maneira acelerada. Já  os que estão muito cheios desgastam o centro do pneu mais rápida e intensamente que o restante e, logo, prejudica sua vida útil.

Pois é, a calibragem de pneus não é brincadeira e pode impactar diretamente em nossas vidas, desde a segurança até o orçamento!

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

De quanto em quanto tempo calibrar os pneus?

Não existe uma resposta definitiva, já que tudo depende da intensidade do uso do automóvel.Uma boa pedida é calibrar os pneus pelo menos a cada duas semanas.

Estima-se que, em um uso natural, o pneu perca 1 psi (unidade padrão para calibragem, equivalente a 0,076 bar) por mês. Logo, a cada 15 dias, pelo menos 0,5 psi deve ir embora.

Ao proceder com a calibragem de pneus a cada duas semanas, você garante que ele esteja em perfeitas condições de funcionamento. Além disso, caso precise fazer alguma viagem ou trajeto longo de emergência, ele estará bem preparado.

Porém, quem roda muito com o carro precisa de calibragens mais frequentes. Se você já tiver percorrido 500 km desde a última vez, calibre os pneus o quanto antes para que seu funcionamento não seja afetado.

O que fazer com o estepe?

Tá aí um detalhe que nem sempre é lembrado, mas quando precisamos dele, torcemos para que esteja no carro e em perfeitas condições: o estepe. Ele não deve ser esquecido na calibragem de pneus, viu?

Por ser um pneu tradicional, ele precisa ser calibrado com a mesma frequência dos outros, ou seja, a cada 2 semanas ou 500 km. No mínimo, calibre uma vez por mês quando estiver no posto de gasolina.

Uma boa dica é colocar um pouco mais de pressão do que no restante dos pneus, já que ele fica parado e pode ter uma perda de calibragem maior que a normal. Assim, caso precise instalá-lo, não terá nenhum problema em relação a isso.

Qual é a pressão ideal para calibragem de pneus?

Assim como outras perguntas que vimos anteriormente, a resposta não é diferente: depende! ?‍♀️

Cada carro possui sua especificação, o que também varia de acordo com o aro da roda e medida do pneu, bem como a carga do veículo.

Mecânico faz calibragem de pneus.

Para ter a resposta definitiva sobre calibragem de pneus, procure no manual do seu carro. Ele descreve exatamente a pressão que deve ser escolhida no calibrador para seu melhor desempenho. Inclusive, a pressão pode variar nos pneus dianteiros e traseiros.

Além disso, para facilitar, algumas montadoras também colocam essa informação na parte de dentro da porta ou na tampa do tanque de combustível. Cá entre nós, são alternativas mais simples do que ter que procurar no manual. Porém, se não achar, o documento da montadora certamente trará a informação.

Quando encontrar a pressão ideal, você verá que existe mais de uma opção. Mas calma, pois não há com o que se preocupar. Geralmente, elas estão divididas de acordo com o aro da roda e do pneu e da carga do veículo.

Para se assegurar do aro da roda (que pode ter sido trocada por você ou por antigos proprietários), veja o que está escrito nos pneus, como 175/65R14, 205/55R16 e 235/50R18, entre outras possibilidades. É só comparar e encontrar o mesmo número no pneu e nas especificações do automóvel.

Já a carga do veículo depende de quanto peso ele leva. Quem está dirigindo sozinho precisa de menos pressão nos pneus do que quem tem o mesmo carro, mas está com mais 3 pessoas e várias bagagens no porta-malas.

Como calibrar o pneu?

Essa é fácil. É só se dirigir ao posto de gasolina, mecânico ou outros lugares que contem com um calibrador e descobrir qual é a pressão certa para a calibragem de pneus de acordo com o que vimos anteriormente.

Depois disso, você vai se dirigir ao calibrador e escolher a opção correspondente à pressão dos seus pneus. Em seguida, retire a tampa da válvula do pneu, insira o bico do calibrador na válvula e aguarde até o processo terminar – geralmente, é emitido um som pelo calibrador. Depois, coloque a tampa novamente.

Repita o procedimento em todos os pneus e também no estepe e pronto: problema resolvido!

Ah, o ideal é que os pneus sejam calibrados com o carro ainda frio, ou seja, sem ter percorrido mais de 3 km naquele dia. Por isso, o melhor é fazer isso antes de sair para que a pressão aferida pelo calibrador esteja certinha.

Vale lembrar que, quando fizer a troca de pneus, também é importante calibra-los, combinado?!

Viu como a calibragem de pneus não tem nenhum segredo? É só seguir a este passo a passo bem simples e você não deve ter problemas. Se tiver mais alguma dúvida, é só deixar aqui nos comentários que eu respondo assim que puder!

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE


10 dicas para prolongar a vida útil da bateria do carro
Nas últimas décadas, os carros deram um salto significativo em termos de tecnologia. Basta comparar o modelo mais caro...
Os cinco carros populares mais vendidos em 2021
As vendas de carros no mercado brasileiro seguem sentindo a crise vivida pela indústria automobilística e pela pandemia de...
Carro a hidrogênio é alternativa aos elétricos plug-in
Na União Europeia, os carros elétricos plug-in já representam 10% das vendas. Além disso, os modelos equipados com motores...
Saiba como evitar problemas com vagas de garagens
Junto com o barulho excessivo, os problemas com vagas de garagens estão entre as principais reclamações, conflitos e discussões...
Veja quais são os melhores seguros para carro de aplicativo
Quem é motorista de aplicativo sabe das dificuldades para fazer um seguro de carro. De duas, uma: ou não...
Como anda a eletrificação de transportes no Brasil?
Até pouquíssimo tempo atrás, imaginava-se que o Brasil ficaria para trás na eletrificação de sua frota. O dólar alto...