Auto
Atualidades

Piloto automático e limitador de velocidade: qual a diferença entre ambos?

Compartilhe em:

piloto automático

Muita gente confunde o piloto automático dos carros com o limitador de velocidade. Ambos são ativados pelo motorista, interferem na condução, porém têm objetivos diferentes. Você sabe qual a diferença entre eles?

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

Piloto automático

Piloto automático é o nome popular do controlador automático de velocidade, ou controlador da velocidade de cruzeiro, ou cruise control. Com ele, o motorista seleciona a velocidade que quer e o sistema manterá o carro naquele valor constante. Não há a necessidade de pisar no acelerador, até que o motorista desarme, acionando um botão ou pisando no freio.

Ao ser acionado, o piloto automático informa a velocidade do carro para uma central de comando eletrônico. Esta repassa a informação para o atuador, que acelera ou desacelera o veículo para manter a velocidade constante, juntamente com a borboleta do acelerador.

O piloto automático é um equipamento muito útil em rodovias, durante viagens longas. Por não ser necessário usar o acelerador, é possível descansar a perna direita. Seu uso, porém, pode aumentar o consumo de combustível nos modelos com câmbio automático.

Em subidas, muitas vezes o câmbio reduz duas ou três marchas para manter a velocidade programada, elevando muito as rotações do motor. Já nas descidas, onde normalmente se tira o pé do acelerador e se usa o freio-motor, o sistema pode continuar acelerando.

Limitador de velocidade

No limitador de velocidade, o motorista determina uma velocidade máxima. Quando ela for atingida, o carro emite um alerta. Ou, em alguns mais sofisticados, ele corta a aceleração. Porém ele não mantém o carro acelerando ou desacelerando sozinho como no controlador. 

Em situações de emergência, como em uma ultrapassagem, o limitador é desligado automaticamente ao condutor pisar fundo no acelerador. 

O limitador de velocidade é um importante aliado para não levar multas por excesso de velocidade. Em modelos como o Peugeot 5008, uma câmera no topo do parabrisa lê todas as placas de trânsito ao redor do carro. Quando o limite da via é alterado, o carro ajusta automaticamente o limitador àquele valor. 

Além de funcionar de maneira ativa, com o condutor determinando o limite de velocidade, o limitador de velocidade pode limitar a velocidade máxima que o veículo pode alcançar. Nestes casos, a programação é feita na fábrica e visa manter a segurança no tráfego. Alguns modelos alemães são limitados a 250 km/h, enquanto que os Volvo chegam ao máximo de 180 km/h.

ACC

Já o Adaptative Cruise Control (ACC) ou Controle de Cruzeiro Adaptativo — que também pode ser chamado de Piloto Automático Adaptativo – é capaz de acelerar e frear com base no movimento do veículo à frente.

Em uma viagem longa, por exemplo, o piloto automático adaptativo poupa o trabalho de ficar com os pés no acelerador e no freio, executando essas tarefas para o motorista. Além disso, com um simples botão, dá para determinar a distância para o carro à frente, controlando o automóvel apenas com as mãos.

AutoPilot Tesla

O AutoPilot, modo de condução semi autônoma dos carros elétricos da Tesla, ficou famoso pelos inúmeros vídeos de motoristas dormindo enquanto o carro “dirige” sozinho. O sistema possui oito câmeras de 360 graus, 12 sensores ultrassônicos, radar frontal, ferramentas de processamento de visão, um computador de bordo, entre outros. 

Esse sistema pode “ver” em todas as direções simultaneamente e, em última análise, alimenta os recursos de direção autônoma da Tesla. O AutoPilot, acelera, freia e pode até mudar de faixa se houver um veículo lento à frente. Até manobras evasivas para evitar colisões o sistema pode fazer.

Park Assist

O Park Assist, também conhecido como assistência ativa ao estacionamento ou assistente de estacionamento (tradução do inglês), é um sistema automatizado de estacionamento.

Possui tecnologias de radar, câmeras e sensores localizados no veículo. Ele calcula as manobras necessárias para estacionar o carro na vaga desejada e faz praticamente todo o trabalho sozinho até com manobras perpendiculares, além do estacionamento paralelo.

Dessa forma, para ligar o sistema de Park Assist, basta o motorista posicionar o carro em um ponto paralelo ou perpendicular à vaga, e esperar que os sensores façam o resto do trabalho, inclusive girar o volante e controlar a aceleração.

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

20 carros mais sustentáveis nos dias de hoje
Segundo dados do Relatório de Emissão Veiculares da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), os carros são...
Saiba como consultar pontuação da CNH
Entre as novas leis do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em vigor desde o dia 12 de abril de...
Tabela Fipe: O que é e como influencia no preço do seguro?
Seja na hora de comprar ou vender seu carro, seja na hora de fazer o seguro, você já deve...
4 motivos para realizar a manutenção preventiva do seu carro!
Se você é daqueles que têm pavor de ficar parado na rua com o carro quebrado, preste atenção: fazer...
Álcool ou gasolina: como calcular o custo de viagem de carro?
Não parece, mas em 2023 vão se completar 20 anos do lançamento do primeiro carro bicombustível brasileiro. Até a...
5 vantagens dos veículos autônomos
Nos últimos 20 anos, o mundo viveu uma verdadeira revolução tecnológica. No começo dos anos 2000, a internet ainda...