Thinkseg
Auto

Precisa de conserto de vidro? Saiba como procurar

Compartilhe em:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O para-brisa do seu carro está trincado/fraturado? Saiba como consertá-lo e não correr o risco de infringir nenhuma lei de trânsito

Uma pergunta: como o para-brisa do seu carro trincou?

Alguma pedra colidiu contra ele? Vandalismo? Ou você simplesmente sentou atrás do volante e se deu conta do vidro danificado sem a menor ideia da causa?

De qualquer maneira, você precisa fazer o conserto de vidro. Precisa impedir que o trincado aumente e se espalhe por todo o para-brisa. Porque quanto mais cresce, menores são as chances de consertá-lo — e você não quer gastar uma grana alta comprando um para-brisa novo, certo?

Ah! E também tem o risco de ser multado e ter o carro apreendido caso dirija com o pára-brisa danificado. Sobre isso, vamos revelar um segredinho ainda nesse artigo: nem toda trinca/fratura é infração de trânsito.

Curioso? Então vamos começar!

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

Principais causas que trincam/fraturam os vidros

O para-brisa é construído para resistir. É para isso que são projetadas suas duas chapas de vidro laminado unidas por uma película especial. Mas, infelizmente, não é completamente imune às trincas e fraturas.

Veja bem, quando falamos “trincas”, nos referimos aos danos em formato linear, como um risco. E quando falamos “fraturas”, nos referimos aos danos em formato circular, formato de estrela.

Imagine o seguinte…

Você estaciona seu carro sob o sol escaldante e o deixa lá por bastante tempo. Quando enfim retorna ao veículo e abre sua porta, você é recebido com uma lufada de vapor. Em seguida, você entra, fecha a porta e comete um erro.

Você liga o ar-condicionado. O fluxo frio de ar bombardeia o para-brisa superaquecido e, então, o inevitável aconteceu: uma pequena trinca irrompe no vidro.

Conselho: nessa situação, não ligue o ar-condicionado. Pelo contrário, abaixe os vidros para que o ar circule na cabine do carro enquanto dirige, resfriando-a naturalmente.

Outros momentos em que o choque térmico poderá trincar o pára-brisa:

  • Quando o carro fica um tempo estacionado em uma garagem fria e sai sob o sol ardente;
  • Quando o carro fica um tempo exposto ao sol e seu pára-brisa entra em contato com água.

Além do choque térmico, veja outras causas que trincam/fraturam o pára-brisa:

  • Animais voadores, como morcegos;
  • Lixo arremessado por veículo à frente do seu carro na rodovia;
  • Estacionar o carro embaixo de árvores com frutas;
  • Pedras que se soltam dos pneus de outros veículos;
  • Gravetos que se desprendem de árvores;
  • Neve que cai de árvores, sacadas e bordas de prédios, viadutos etc.;
  • Trepidações na estrada;
  • Chuva de granizo;
  •  Vandalismo.

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

Perigos ao dirigir com o para-brisa trincado/fraturado

Meninos de oficina fazendo conserto de vidro frontal de carro preto.

Como nos aconselha Lao Zi, filósofo e escritor da China Antiga: “Resolva o pequeno problema antes que se torne grande.”

Caso tenha trinca/fratura no para-brisa do seu carro, corra contra o tempo — leve o veículo a uma oficina antes que o dano aumente a ponto de impedir o conserto de vidro.

Dessa forma, além de não precisar comprar um pára-brisa novo (economizando dinheiro) e manter a sua segurança e também dos passageiros, evitará que você cometa uma…

Grave infração de trânsito

Trafegar com o pára-brisa trincado/rachado pode causar bastante estresse (e prejuízo financeiro). Legalmente falando, ao ser autuado dirigindo com o pára-brisa danificado, você:

  • É multado — R$130,16;
  • Ganha 4 pontos na CNH;
  • Tem o carro apreendido.

Qualquer trinca/fratura no pára-brisa é infração?

Alguns fatores determinam se a trinca/fratura no pára-brisa do carro é infração ou não. Veja.

Quando é infração

  • Quando a trinca/fratura tem mais de 2,5 centímetros de comprimento depois das bordas externas do pára-brisa;
  • Quando a trinca/fratura está na área crítica — a metade esquerda da região de varredura das palhetas do limpador de pára-brisa;
  • Quando a trinca tem mais de 10 centímetros de comprimento;
  • Quando a fratura tem mais de 4 centímetros de diâmetro;
  • Quando existe mais de dois danos no pára-brisa, independente do tamanho ou região.

Quando não é infração

  • Quando a trinca/fratura está do lado do carona, desde que os fatores citados acima estejam “ok”.

Falando no tamanho das trincas e fraturas, você sabe até quantos centímetros ainda é possível consertar o pára-brisa?

Conserto de vidro

Bem, você tem apenas duas opções:

Opção 1 – Reparação

A reparação é uma solução rápida e prática que, em média, dura de 30 minutos a 1h30. No entanto, só é possível fazê-la caso a trinca possua até 10 centímetros de comprimento e a fratura 4 centímetros de diâmetro.

O processo consiste em remover o ar da fissura e, em seguida, injetar uma resina transparente, que cicatriza o dano.

Opção 2 – Substituição

Sem a possibilidade da reparação, só resta trocar o pára-brisa por um novo. Conselho: pesquise bem os preços e escolha uma oficina de confiança para fazer o serviço.

A verdade inevitável…

A verdade é que imprevistos ruins fazem nossa cabeça explodir. Você sabe bem, o pára-brisa do seu carro estava em bom estado e, de repente, não estava mais.

E sabe o que é pior? Imprevistos dão as caras vez ou outra. E lá está você metido em outra confusão. Em outra dor de cabeça.

O que você tem a dizer sobre isso? Gostaria de ficar protegido dessas situações?

Com o seguro auto Pay Per Use, você tem nossa assistência 24h — não importa onde você e o seu carro estejam ou se são 4h da madrugada. Se você precisar de ajuda, estamos lá para socorrê-lo (como no conserto de vidro).

Que tal? Conheça o seguro Pay Per Use clicando aqui agora mesmo e descubra as diversas coberturas que protegem seu carro e manterão você livre do estresse dos imprevistos.

COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

10 dicas para prolongar a vida útil da bateria do carro
Nas últimas décadas, os carros deram um salto significativo em termos de tecnologia. Basta comparar o modelo mais caro...
Os cinco carros populares mais vendidos em 2021
As vendas de carros no mercado brasileiro seguem sentindo a crise vivida pela indústria automobilística e pela pandemia de...
Carro a hidrogênio é alternativa aos elétricos plug-in
Na União Europeia, os carros elétricos plug-in já representam 10% das vendas. Além disso, os modelos equipados com motores...
Saiba como evitar problemas com vagas de garagens
Junto com o barulho excessivo, os problemas com vagas de garagens estão entre as principais reclamações, conflitos e discussões...
Veja quais são os melhores seguros para carro de aplicativo
Quem é motorista de aplicativo sabe das dificuldades para fazer um seguro de carro. De duas, uma: ou não...
Como anda a eletrificação de transportes no Brasil?
Até pouquíssimo tempo atrás, imaginava-se que o Brasil ficaria para trás na eletrificação de sua frota. O dólar alto...