Auto

Diferença entre direção hidráulica e elétrica

Compartilhe em:

Diferenças entre direção hidráulica e elétrica

Descubra as principais diferenças e características desses dois tipos populares de direção veicular

As direções hidráulica e elétrica podem até ter funções semelhantes, que é tirar o “peso” do volante para manobrar o carro. Porém, na prática, cada modalidade apresenta características únicas e que fazem uma diferença bem grande para dirigir.

As características únicas de cada versão trazem benefícios aos motoristas e também aos veículos, como o consumo de combustível e a facilidade para manusear o carro. Então, é importante conhecer os modelos para escolher o mais adequado.

O que é e como funciona a direção hidráulica?

A direção hidráulica é um sistema que utiliza uma bomba hidráulica para circular óleo na caixa de direção. Essa característica reduz enormemente o esforço do motorista no uso do volante, o que facilita no momento de manobrar o veículo durante o uso.

Essa lubrificação permite que o volante fique mais “leve” por volta de 80% ao compararmos com o modelo tradicional. 

A característica pode ser encontrada nos veículos mais antigos e nos modelos automotores mais simples que ainda são vendidos atualmente.

Na prática, quando o motorista gira o volante, uma válvula libera óleo na caixa de direção e a bomba circula o fluido hidráulico. Isso movimenta o pistão responsável por diminuir o esforço necessário para virar o automóvel.

E esse funcionamento depende do motor, que precisa estar ligado para que tudo opere corretamente. Assim, podemos notar duas características na direção hidráulica:

  1. O sistema fica inoperante com o carro desligado;
  2. O sistema consome por volta de 5% a mais de combustível para poder funcionar.


COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

O que é e como funciona a direção elétrica?

A grande diferença entre a direção hidráulica e elétrica está em sua operação. A primeira depende de um sistema mecânico para funcionar. Já a segunda opera com um sistema próprio, elétrico, que dispensa o auxílio do motor do automóvel.

Na prática, ambas precisam do carro funcionando para trabalhar. No entanto, a semelhança acaba nesse ponto. Assim, ao ligar o veículo, uma central eletrônica vai fazer o trabalho de “controlar” o auxílio necessário para o motorista manusear o volante.

Assim, a direção elétrica se adapta ao movimento do veículo, trabalhando como um sistema inteligente para facilitar a vida do motorista. Ou seja, quando o carro está sendo manobrado, o sistema vai se adequar para deixar os movimentos mais leves, o que facilita bastante as ações.

Já com o carro em movimento e alta velocidade, o sistema vai entender que é hora de deixar o volante mais “duro”, o que resulta em um maior controle do carro para o motorista. Essa adaptação é importante por essa versão de direção, naturalmente, dar menos “feedback” do peso do automóvel.

Diferenças entre direção hidráulica e elétrica

Vantagens da direção hidráulica e elétrica

É claro que cada sistema possui vantagens e desvantagens de uso. As desvantagens – nesse caso – dizem respeito ao custo para manutenção do sistema de direção, o que, na maioria dos casos, os motoristas nem chegam a experimentar.

Portanto, vamos focar nas vantagens de cada sistema, que são as situações realmente importantes na maioria do tempo.

Vantagens da direção hidráulica

  • Oferece mais controle do veículo por não deixar a direção tão “macia”;
  • Oferece melhor comunicação com o carro, dando mais feedback da tração do pneu e do peso do veículo;
  • Manutenção mais barata.

Vantagens da direção elétrica

  • Exige menos do motor, o que ajuda a economizar combustível;
  • Oferece uma melhor resposta em diferentes velocidades, graças à adaptação eletrônica do sistema;
  • Não requer fluido hidráulico, o que torna o sistema mais sustentável e exige menos manutenção a longo prazo.

Leia também: Carros autônomos: saiba tudo sobre o assunto

Direção hidráulica e elétrica: qual escolher?

Essa pergunta, na verdade, não possui uma resposta certa. Cada sistema pode agradar determinados tipos de motoristas, com características e habilidades diferentes. Inclusive, existem alguns donos de veículos antigos que ainda preferem os sistemas mecânicos, onde é mais difícil manobrar o veículo em qualquer velocidade.

Portanto, a nossa recomendação é que você teste cada sistema, se ainda não tiver feito isso, e faça uma escolha baseada nos seus gostos pessoais e de direção. Somente com o teste prático você poderá sentir e encontrar a versão mais adequada para uso.


COTAR SEGURO AUTO PAY PER USE

De qualquer forma, lembre-se que a direção hidráulica e elétrica operam com confiança e, dificilmente, vai precisar de manutenções. Portanto, escolha a sua versão predileta, compre aquele carro que sempre sonhou, proteja-o com um bom seguro auto e bora pegar a estrada!

20 carros mais sustentáveis nos dias de hoje
Segundo dados do Relatório de Emissão Veiculares da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), os carros são...
Saiba como consultar pontuação da CNH
Entre as novas leis do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em vigor desde o dia 12 de abril de...
Tabela Fipe: O que é e como influencia no preço do seguro?
Seja na hora de comprar ou vender seu carro, seja na hora de fazer o seguro, você já deve...
4 motivos para realizar a manutenção preventiva do seu carro!
Se você é daqueles que têm pavor de ficar parado na rua com o carro quebrado, preste atenção: fazer...
Álcool ou gasolina: como calcular o custo de viagem de carro?
Não parece, mas em 2023 vão se completar 20 anos do lançamento do primeiro carro bicombustível brasileiro. Até a...
5 vantagens dos veículos autônomos
Nos últimos 20 anos, o mundo viveu uma verdadeira revolução tecnológica. No começo dos anos 2000, a internet ainda...